Jera – – A Terra – A Semeadura

 

A Colheita

 
 

Décima segunda runa do alfabeto Futhark.



 Tudo, exatamente tudo o que plantamos é o que colhemos. 


Muita atenção a toda e qualquer palavra dita ou escrita, gesto, pensamento ou ato, tudo terá seu retorno, tudo, se não duplicado, triplicado.


 Havemos, pois, de ter responsabilidade durante toda estadia na terra, ela nos cobrará.


Jera nos fala de justiça.


O que for semeado, a colheita será justa.

Quando entendemos os ciclos, entendemos as leis cósmicas:
Arar a terra, limpa de velhas raízes, semear bons frutos,regar, cultivar cada broto, como sendo presentes dos deuses, reverenciando e sempre agradecendo a nova vida, que se tornará alimento por todo um período.

Diferente da semente plantada no ventre, acolhida e preservada, Jera

é lançada, espalhada ao vento. 

  Odin é também considerado o Senhor da Morte escolhe somente os guerreiros mais nobres para ir para o Valhalah 

– “Casa dos Escolhidos”- uma recompensa pelos bons atos.

 

“A colheita é a esperança de todos,
quando os deuses permitem à terra
dar seus esplêndidos frutos
para ricos e pobres.”

poema anglo saxão